Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, LAPA, Homem, de 20 a 25 anos, Portuguese, Arte e cultura, Livros
MSN - xandy.ilha2@hotmail.com



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Blog da Dica


 
 
Vida prosaica


Somos todos insubstibuiveis, ate nos substituirem por alguem pior. Ai nos tornamos memoria. E memoria, nesse caso, é um desarranjo nervoso que se tem pra confundir o presente.



Escrito por Ilha às 04h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Quando alguem esta perdido, perde a noção do que é perder alguem. Mas quando encontra noção, não há bussola no mundo que a ajude a achar alguem que substitua essa pessoa!



Escrito por Ilha às 04h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Estou preso a uma pedra que rola mundo abaixo. Estou indo a trancos e barrancos visitando os sentimentos que me causam dor. E a pedra não para, só repara que poderia estar rolando pra cima. E talvez mais rapido.



Escrito por Ilha às 04h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Meus sentimentos valem ouro. Tenho uma fome de anteontem por sentimentos correspondidos. Se vendesse meus sentimentos, me enchia a barriga do coração e ainda fazia minha mãe parar de me chamar de vagabundo.



Escrito por Ilha às 02h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



EGOISTA: Ego quer dizer eu e ista mundo. Mundo meu, tudo meu. 
Ego quer dizer umbigo e ista gira, gira em torno do meu umbigo, umbigo meu e o giro tambem.
Ego é querer dizer voce e ista pra sempre; voce é meu e pra sempre tambem!



Escrito por Ilha às 02h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Eu tenho me sentido como um milk shake que é comprado em uma loja de esquina e de gole em gole perde sua forma, eu tenho me sentido como um copo de milkshake e de dedo em dedo sou amassado,  me sinto como um canudo mordido nas pontas esquecido por ai, como uma tarja de preço de liquidação, quase peço pra ser comprado.

Quero um abrigo, um estomago vazio, uma vez mais quero ser bebido ja sabendo que meu destino é um lixo vagabundo de esquina.



Escrito por Ilha às 02h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



As vezes nos vemos apegados a uma mochila de carne. E então depositamos sentimentos e espectativas profundas. Comprei uma que me encantou pela movimentação dos seus dentes. Nela estou guardando residuos. Depositei solidao, paixao, semen, saliva e antes da proxima viagem espero depositar alegrias.

Estou costurando a mochila, tentando reforcar suas alças, pra que nao a perca pelo caminho, toda subida que faço é tão ingreme que as vezes deixo cair da bagagem, itens necessarios a vida. Impensavel.  Espero poder ver com remendos muitas paisagens diferentes.



Escrito por Ilha às 02h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



A literatura do encontro

Ontem voce era feita de letras
te encontrei escrevendo,
te conheci lendo no clarão da tela,
o calor da vida.

Hoje voce é imagem
se movimentando,
é um sonho de menino
aguardando o avião.

Um avião rasante em meus anseios
que me leva pelas nuvens,
esta descrita em minha historia,
nas memorias que eu mesmo invento.

 

O corte

A ponta da lingua
que de timida
se revela afiada
corta brutalmente
os fios da minha barba,
da minha boca,
do meu amago.

Corta a noite
e faz de mim
um poeta sem sentido
estou sentindo
a descrenca da estetica
sem paixão, sem poetica
farsa comtemporanea
de uma vida descompassada
ou falsa intenção
de um corpo semi-apaixonado.

 



Escrito por Ilha às 03h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



A zero grau

A vida esta me ignorando
a cada passo que dou,
não vejo as marcas que deixei.

Me afundo na neve
tenho frio
hipotermia.
Se eu fosse um eskimó,
eu saberia como me virar.

Mas eu sou latino-americano
e estou acostumado com o sol
batendo nos meus óculos-escuros.



Escrito por Ilha às 01h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



De não entendimento
o inferno ta cheio


Eu não faço por mal
não que nao tente,
mas não consigo
porque quem faz,
faz por querer
tem objetivo
entende alguma coisa
que eu não entendo.


Alias, eu não entendo.



Escrito por Ilha às 01h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Porque poesia...

Coloco entre virgulas
as passagens do sentimento
paisagens do interior;
do que é mais interior.

São tantos preceitos
é muita ilusão
Eu sinto tanta apinéia
que dou gritos calados,
contido que estou
no mais puro sentir!

Minha escrita respira
e faz respirar.
Meu coração palpita.
Isso é só um palpite.

 



Escrito por Ilha às 01h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mãe

To enrolado na placenta
respirando do seu sangue
destruindo preconceitos
vou forcando a sua visão.

Essa velha ta me deixando louco
dia por dia
ela toma minhas dores
faz pelos meus dias
livra a minha cara.
Ela move minhas montanhas
pararaios, paramim
é uma bolsa de cuidados
tsunami de carinhos.

Fala, fala
fala da vida,
dos outros,
de problemas,
soluções,
brincadeiras,
suas girias,
fala que me ama,
que eu te amo.

É seu meu olhar,
Meu carinho,
Meus aninhos,
minhas festas,
minha arte,
minhas ofensas,
a minha parte,
meu desgosto
eo meu sucesso.

De todas as palavras
as que mais escuto são as suas.
Quando as escuto
sou um livro
que de branco é prenchido com a sabedoria
daquela que olha pra mim com a onipotencia materna.

Como se acaba um poema que não tem fim?



Escrito por Ilha às 01h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Presta atenção

As pessoas não escutam
Estão surdas.

Não vêem
Não tem olhos.

Não se falam
tem pedras atrapalhando a fala.

Mas não estão nem ai.



Escrito por Ilha às 14h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



O feriado

Minhas saudades me fazem devorar:
meus conceitos um a um,
minhas memórias uma a uma,
minhas vontades
estão sem gosto

Logo serei só saudades;
porque ja terei devorado
tudo o que importa
porém,
ainda estarei faminto de nós.



Escrito por Ilha às 16h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



O exagerado

Estou sempre sentindo tudo ao meu redor.
Se eu ficar triste vou verter lágrimas do tamanho de rios.
Se ficar alegre rasgarei a terra a procura do céu.

Se meus sentimentos se confundirem e eu,
por ventura,
abrir a geografia,
me derramar dentro
e sair voando,
vou navegar até o infinito.

Afinal todo sentimento é infinito
e meu primeiro nome é sentimental.



Escrito por Ilha às 16h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]